CABELOS EXTREMAMENTE DANIFICADOS – O QUE FAZER PARA RECUPERAR?

Oioioi minha gente da web, tudo bom com vocês? Espero que esteja tudo very good!

Well, atendendo a pedidos, hoje estou aqui pra explicar pra vocês o que fazer quando o cabelo está muito muito muuuuito danificado. Pra começar vou dar uma aulinha pra vocês de como é o cabelo e como ele funciona. Depois vou contar direitinho o que usar e tals.

Eu já fiz postagens aqui no canal sobre o cronograma capilar, a u.t.i. capilar e as três fazes do cronograma (hidratação, nutrição e reconstrução). Mais pra frente eu pretendo refazer estas postagens com informações mais atualizadas, mas o que vou explicar hoje é muito importante para que você entenda como estes tratamentos funcionam para usá-los na hora certa.

Se vocês acharem legal eu posso fazer vídeos revisando o cronograma capilar, explicando por etapa, indicando produtos e ingredientes caseiros. O que acham? Me contem nos comentários ok?

_IMG_8904

COMO É O CABELO

O cabelo é um tecido morto, com PH levemente acido, e formado por 3 partes: cutículas, córtex e medula. É formado principalmente pela proteína conhecida por queratina, esta por sua vez é formada por diversos aminoácidos (aquilo que a gente ouve falar no comercial de cabelos: arginina, cisteína, lisina, glicina….). Na estrutura capilar também são encontrados água e lipídeos (óleos) em menores quantidades, e elementos minerais e vitaminas.

O cabelo é um tecido frágil e pode ser danificado por cloro, água do mar, tem o desgaste natural dos fios com a poluição, o ar seco, o sol, o vento e o uso de secador e chapinha, e é claro processos químicos.

estrutura do fioCutícula/escamas: é a parte mais externa no fio, é transparente e responsável pelo brilho e textura, é coberta por óleos (oleosidade natural do couro cabeludo) e protege o interior do fio. É também a região sujeita aos maiores danos.

Córtex: É a parte mais espessa (gordinha) do fio, responsável pela cor e formato do cabelo e onde as químicas de modificação (descoloração, tintura, alisamento, permanentes) agem.

Os danos mais graves são os que ocorrem no córtex, os sintomas são quebra, cabelo elástico e fio sem forma definida.

Medula: Parte central do cabelo que pode estar vazia (oca) ou não (não se sabe bem pra que ela serve.

 

O QUE FAZER QUANDO O CABELOS ESTÁ DANIFICADO?

A primeira coisa é usar Shampoo suave. Utilizar shampoos mais suaves com poucos sulfatos, shampoos hidratantes, com oleos na formula, faz com que seu cabelo não danifique ainda mais e já receba algum tratamento durante a lavagem.

Depois, use sempre uma Máscara até que seu cabelo apresente uma melhora. Em breve veremos como escolher o tipo de máscara ideal para cada tipo de dano.

O Condicionador é indispensável para selar o cabelo, quanto mais áciso ele for, melhor será. Um truque é colocar umas gotas de vinagre de maçã na porção de condicionador que for usar. Isso faz com que o cabelo segure o tratamento e fique mais brilhante.

Já o Creme de Pentear eu recomendo muito, até mesmo pra quem não gosta de usar. Ele ajuda a desembaraçar e protege o fio até a próxima lavagem.

E para finalizar tem os Reparadores de pontas, esses eu recomendo serem 100% vegetais. Pra garantir, não use oleos industrializados, use oleos feitos para comer (oleo de coco, de uva, azeite, rícino). O único que conheço industrializado é o Pinga da Lola Cosmetics. Você deve usar o óleo para manter o cabelo mais bonito, assim vai demorar mais tempo pra lavar. Ele ficará mais maleável, protegido e também mais tratado, pois esses óleos são nutritivos para o cabelo por conterem vitaminas.

 

E COMO ESCOLHER O PRODUTO IDEAL?

Não é difícil, mas para escolher o produto ideal é preciso um cadinho de paciência e persistência. Primeiro responda a pergunta “Como meu cabelo ficou danificado?” ou ainda “qual é o problema do meu cabelo?”. A resposta é a chave do tratamento que você precisará fazer para tentar recuperá-lo.

Se você não fez nada especial no cabelo, se ele é virgem, ou se você faz umas chapinhas de vez em quando e seu cabelo está sem brilho, áspero, sem vida, então provavelmente é desgaste do tempo. As partes afetadas do cabelo são as mais externas, as escamas, sendo assim o tratamento é relativamente mais fácil. Você precisa usar produtos hidratantes e para isso procure nos ingredientes as palavras: oleo ou oil / manteiga ou butter / phantenol / glicerina / nome estranho de planta ou fruta + extract ou extrato.

Agora, se você fez alguma química de modificação (descoloração, coloração, alisamento, progressiva, relaxamento, permanente) e seu cabelo apresenta quebra, está elástico, está sem formato, sem brilho e sem vida, aí a parte do cabelo afetada foi o córtex e as escamas, aí o tratamento tem que ser mais pesado. Para tratar um cabelo assim procure nos ingredientes dos produtos as palavras: oleo ou oil / manteiga ou butter / queratina ou queratin / aminoácidos / proteína ou protein.

Fuja de produtos com os ingredientes: parafina líquida / parafinum liquidum / oleo mineral ou mineral oil. Essas substâncias deixam o cabelo bonito mas prejudicam seu tratamento.

Assista os videos aqui em baixo para uma explicação mais prática:

Qualquer dúvida é só perguntar que sempre respondo!

Beijinhos da Amy =^_*= e até o próximo post.

Compartilhe:

5 LIÇÕES SOBRE COMO CUIDAR DE CABELOS DANIFICADOS

_topo_licoesOioi galera da web, tudo bom com vocês? Hoje estou aqui pra dar 5 lições de como cuidar dos cabelos, principalmente os modificados e ou danificados. #QUEMNUNCA pagou super caro num tratamento no salão de beleza, usou cremes super famosos e não obteve o resultado esperado? No geral vou explicar como o cabelo funciona, assim vocês saberão o que fazer quando tiverem algum problema, pois infelizmente nem todo cabeleireiro sabe o que está fazendo. Tá tudo bem explicadinho, mas se preferirem um resumão é só assistir o vídeo que fiz pro Canal Kandesa Brasil no fim do post. Vamos lá!?

1 – CONHEÇA SEU CABELO e COMO ELE FUNCIONA

Esta lição é a mais importante na minha opinião, pois se você entender esta parte vai ser mais assertivo em tratar qualquer problema que surgir em suas madeixas. O cabelo é um tecido morto, com PH levemente acido, e formado por 3 partes: cutículas, córtex e medula. É um agrupamento celular formado principalmente pela proteína conhecida por queratina, esta por sua vez é formada por diversos aminoácidos (aquilo que a gente ouve falar no comercial de cabelos: arginina, cisteína, lisina, glicina….). Na estrutura capilar também são encontrados água e lipídeos (óleos) em menores quantidades, e elementos minerais e vitaminas em baixíssima quantidade.

O cabelo é um tecido frágil, e pode ser danificado por cloro, água do mar, o desgaste natural dos fios, a poluição, o ar seco, o sol, o vento e o uso de secador e chapinha, e é claro processos químicos.

estrutura do fioCutícula/escamas: é a parte mais externa no fio, é transparente e responsável pelo brilho e textura, é coberta por lipídios (oleosidade natural do couro cabeludo) e protege o interior do fio. É também a região sujeita aos maiores danos.

Córtex: É a parte mais espessa do fio, responsável pela aparência/tipo do cabelo (cor / forma / resistência / elasticidade) e onde as químicas de modificação agem.

Medula: Parte central do cabelo que pode estar vazia (oca) ou não.

Cabelos saudáveis tem escamas regulares e bem fechadas, por isso tem resistência, brilho e mantém sua estrutura interna do fio. Já os cabelos danificados na cutícula tem escamas irregulares e ou abertas, o que dá a aparência de cabelo opaco, áspero, e não protege a parte interna do fio, causando perda de estrutura. Os danos mais graves são os que ocorrem no córtex, e são perceptíveis na forma de quebra, falta de elasticidade ou elasticidade excessiva e fio sem forma definida.

 

2 – COMO FUNCIONAM OS PROCESSOS QUÍMICOS

Como eu já havia dito, o cabelo tem o PH levemente acido. Pra quem não sabe o que é PH, basta dizer existe uma escala em química de 0 a 14, sendo 7 o numero que representa substancias neutras, abaixo dele são substancias ácidas, acima são substancias básicas (alcalinas). Isso significa que pra não sofrer danos ou pra melhorar algum problema, o ideal é usar substancias neutras ou levemente ácidas.

O problema é que produtos com PH alto (alcalino) são muito comuns, tais como shampoo comum, shampoo anti resíduos e todos os processos químicos capilares com objetivo de mudar alguma coisa. Produtos com esse PH abrem as escamas do cabelo para penetrar no fio e promover a mudança/limpeza desejada. A agua do mar, piscina e até a agua do seu chuveiro (que é tratada com cloro) tem ph básico!

Além disso, quando fazemos algum processo químico no cabelo, como descolorações, colorações permanentes, alisamentos, progressivas, relaxamentos e permanentes estamos alterando a parte mais interna do fio, retirando substancias estruturais, todos são processos agressivos que tendem a gerar problemas mais graves ao cabelo.

3 – TIPOS DE TRATAMENTO: HIDRATAÇÃO, NUTRIÇÃO E RECONSTRUÇÃO

Como o cabelo é um tecido morto ele não se regenera, o que fazemos ao tratá-lo é substituir o que ele perdeu para ficar próximo do que era antes, é um tapa buraco mesmo!

A Hidratação, como o nome já diz, é a reposição de água no fio, é um tratamento básico para as madeixas, constante, para hidratar o cabelo é preciso substancias que contenham água e ou retenham ela no fio. O cabelo que precisa de hidratação é aquele cabelo seco, que parece sem vida.

A Nutrição é um tratamento que serve pra repor lipídios, ou seja, os óleos do cabelo. O cabelo que precisa de nutrição é aquele que está meio duro, sem maleabilidade, áspero, sem brilho e quebrando facilmente.

Já a Reconstrução é o tratamento mais pesado para os cabelo, mais intenso e que precisa de atenção. O cabelo que precisa de reconstrução é aquele cabelo que está muuuito danificado, fino, que apresenta quebra, mas uma quebra diferente da anterior, é uma quebra por falta de resistência por elasticidade excessiva, frágil a ponto de se desfazer quando está molhado (pior cenário), o famoso cabelo elástico.

Cronograma Capiar – Se você não tiver certeza sobre o problema do seu cabelo, eu sempre indico o Cronograma Capilar, que é fazer um tratamento a cada lavagem, Hidratação, Nutrição e Reconstrução. Com isso você conseguirá sentir qual deu mais resultado, para que você continue o seu tratamento focando no que suas madeixas realmente precisam.

UTI CapilarHá casos de pessoas que fazem químicas no cabelo e não sentem melhora significativa com o cronograma. Nesse caso eu indico a UTI, que utiliza um produto específico pra neutralizar substancias que possam ainda estar agindo no cabelo, para que o PH fique próximo do natural e o cabelo consiga responder ao cronograma normalmente.

 

4 – SUBSTÂNCIAS PARA CADA TRATAMENTO

As substâncias presentes em cremes de hidratação são especialmente sacarose (açúcar), Panthenol (Vitamina B5 do Bepantol), Aloe Vera (vitaminas e minerais).

Na nutrição as substancias são os óleos e manteigas. Os óleos estão presentes no cabelo na parte estrutural (córtex) e na superfície (cutícula devido à oleosidade natural do couro cabeludo). Na parte interna esses óleos servem para dar flexibilidade ao fio, na parte externa serve para proteger das agressões e dar brilho.

Sobre a polêmica de óleos vegetais x minerais, os vegetais são interessantes para a parte interna do fio, pois conseguem penetrar melhor e possuem substancias úteis para o cabelo (vitaminas e minerais), mais indicados para tratamentos (argan, macadâmia, rícino, oliva, coco). Já os óleos minerais são melhores para a parte externa do cabelo, pois não penetram tão bem no fio, não proporcionam nenhum nutriente para o cabelo, mas criam uma camada protetora que mantém a hidratação dentro, e protege de agressões externas (silicones em geral).

Fazem parte de reconstruções para reposição de massa os aminoácidos, as proteínas, e para o casos mais extremos de danos, a conhecida queratina.

 

5 – ROTINA CAPILAR & PRODUTOS

Pra fechar este post vou contar um pouco sobre a rotina capilar que recomendo. Muita gente fala que meu cabelo deve ser muito bom pra aguetar tudo o que eu faço nele, mas a verdade é que eu mantenho uma rotina inquebrável de tratamento. Enquanto meu cabelo for modificado, esses cuidados precisam continuar.

Sempre, no dia anterior de lavar o cabelo eu passo óleos vegetais nele antes de dormir. No dia seguinte eu lavo com shampoo adequado e de ph moderado, uso uma máscara, uso condicionador, enxugo com uma camiseta velha, uso creme de pentear e finalizo com umas gotinhas óleo de coco.

Umectação – pra diminuir as agressões do shampoo e dar mais maleabilidade ao fio

Shampoo adequado – pra minimizar os danos na hora de lavar

Máscara – hidratação com nutrição, e 1 vez por mês reconstrução sem queratina (minha rotina)

Condicionador – Geralmente fecha as cutículas, prefira os de ph baixo

Camiseta Velha – melhor pra secar pois causa menos atrito que toalhas e a absorção de agua é bem melhor

Creme de Pentear – ajuda no desembaraçar, doa propriedades e protege o fio até a próxima lavagem

Reparador de pontas – mais maleabilidade e proteção para o fio, nesta etapa pode usar silicones ou qualquer outro óleo, não precisa ser necessariamente os vegetais

Bom, é isso aí galera, abaixo está o resumão e os links relacionados ao blog. I hope you enjoyed it. Beijos da Amy e até o próximo post =^_^=

Canal Youtube: http://www.youtube.com/hjeuresolvimudar
Facebook: http://www.facebook.com/hjeuresolvimudar
Twitter da Amy: http://www.twitter.com/amylaize
Instagram: http://www.instagram.com/hjeuresolvimudar

[youtube=http://youtu.be/f3ORMypjDHM]

Compartilhe: